ACAMT – Associação Catarinense de Musicoterapeutas

Clave Sol
Covid-19 Pandemia Musicoterapia
Reproduzir vídeo
MUSICOTERAPIA

A MUSICOTERAPIA utiliza a música e seus elementos com objetivos terapêuticos no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. Estamos apenas citando parte de uma definição de MUSICOTERAPIA que você pode verificar na íntegra clicando no botão abaixo.

MUSICOTERAPEUTA

Para exercer a função como MUSICOTERAPEUTA (código
2263-05 do CBO- Classificação Brasileira de Ocupações, o profissional segue os princípios regidos pelo Código Nacional de Ética, Orientação e Disciplina do Musicoterapeuta possuindo um número de registro na Associação de Musicoterapia na sua região/estado. No Brasil o MUSICOTERAPEUTA é capacitado por, no mínimo, uma graduação ou pós graduação em MUSICOTERAPIA.

ONDE ATUA?

O campo de atuação do Musicoterapeuta é bastante amplo. Ele pode atuar em clínicas, hospitais, escolas, creches, entidades de longa permanência, entidades de assistência a idosos e gestantes, clínicas de reabilitação além de prestar atendimento em seu próprio consultório ou em domicílio.

ONDE ENCONTRO?

As associações de musicoterapia mantém o cadastro dos profissionais devidamente habilitados. A UBAM (União Brasileira das Associações de Musicoterapia) mantém e divulga os meios de acesso à todas as demais associações do Brasil.
Se você mora em SC então pode localizar um musicoterapeuta próximo a você que esteja associado à ACAMT através do botão abaixo.

♪ XILOFONE ♫
♪ VIOLINO ♫
♪ VIOLÃO ♫
♪ UKULELE ♫
♪ TROMPETE ♫
INSTRUMENTOS

Nas sessões de MUSICOTERAPIA pode-se utilizar uma ampla variedade de instrumentos musicais que abrange desde a sua própria voz, violão, piano, flauta, pandeiro, tambor, xilofone, tubos sonoros e até mesmo mídia digital. De acordo com a técnica musicoterápica e outros elementos como o próprio cliente, o musicoterapeuta irá atuar com os diferentes instrumentos disponíveis e possíveis à determinada demanda.

♪ TECLADO ♫
♪ SAXOFONE ♫
♪ PANDEIRO ♫
♪ HARPA ♫
♪ FLAUTA ♫
PARA QUAL IDADE?

Existem trabalhos científicos que respaldam a utilização da musicoterapia desde o período pré-natal, inclusive atendendo mãe e bebê , atendimento infantil com ênfase em inúmeras patologias que afetam o desenvolvimento da criança. Os jovens e adultos também se beneficiam da musicoterapia, seja por prevenção ou tratamento, de transtornos mentais, distúrbios comportamentais entre outras demandas. A musicoterapia também pode contribuir para um envelhecimento saudável e é uma importante aliada no tratamento de Alzheimer e outros tipos de demência. Nos cuidados paliativos a musicoterapia também tem um papel fundamental. Também humaniza o processo de fim da vida.

PARA QUEM?

É muito amplo o grupo de pessoas que podem usufruir dos benefícios da musicoterapia sendo que ela vem se destacando muito no tratamento de:
Deficiências de desenvolvimento e aprendizagem Mal de Alzheimer e outras condições relacionadas com o envelhecimento Doenças cardiopulmonares Câncer Autismo Problemas de abuso de substâncias Lesões cerebrais e deficiências físicas Dor aguda e crônica, ansiedade, stress Pré e pós-natal Pré e pós assistência cirúrgica Cuidados paliativos

BENEFíCIOS da MUSICOTERAPIA

A musicoterapia proporciona melhor qualidade de vida, reduz o estresse emocional, ajuda no alívio de dores crônicas, ajuda a melhorar a comunicação e expressão do indivíduo, é capaz de aumentar a produção da endorfina e auxiliar em demandas como depressão e ansiedade, estimula a marcha em pacientes em reabilitação motora, trabalha a consciência corporal do paciente, contribui no processo de socialização de pessoas vulneráveis, entre outros muitos benefícios já publicados em relação a musicoterapia nas mais diversas áreas.

VoltarVoltar
AvançarAvançar
Slider
MUSICOTERAPIA

A MUSICOTERAPIA utiliza a música e seus elementos com objetivos terapêuticos no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. Estamos apenas citando parte de uma definição de MUSICOTERAPIA que você pode verificar na íntegra clicando no botão abaixo.

MUSICOTERAPEUTA

Para exercer a função como MUSICOTERAPEUTA (código
2263-05 do CBO- Classificação Brasileira de Ocupações, o profissional segue os princípios regidos pelo Código Nacional de Ética, Orientação e Disciplina do Musicoterapeuta possuindo um número de registro na Associação de Musicoterapia na sua região/estado. No Brasil o MUSICOTERAPEUTA é capacitado por, no mínimo, uma graduação ou pós graduação em MUSICOTERAPIA.

ONDE ATUA?

O campo de atuação do Musicoterapeuta é bastante amplo. Ele pode atuar em clínicas, hospitais, escolas, creches, entidades de longa permanência, entidades de assistência a idosos e gestantes, clínicas de reabilitação além de prestar atendimento em seu próprio consultório ou em domicílio.

ONDE ENCONTRO?

As associações de musicoterapia mantém o cadastro dos profissionais devidamente habilitados. A UBAM (União Brasileira das Associações de Musicoterapia) mantém e divulga os meios de acesso à todas as demais associações do Brasil.
Se você mora em SC então pode localizar um musicoterapeuta próximo a você que esteja associado à ACAMT através do botão abaixo.

PARA QUAL IDADE?

Existem trabalhos científicos que respaldam a utilização da musicoterapia desde o período pré-natal, inclusive atendendo mãe e bebê , atendimento infantil com ênfase em inúmeras patologias que afetam o desenvolvimento da criança. Os jovens e adultos também se beneficiam da musicoterapia, seja por prevenção ou tratamento, de transtornos mentais, distúrbios comportamentais entre outras demandas. A musicoterapia também pode contribuir para um envelhecimento saudável e é uma importante aliada no tratamento de Alzheimer e outros tipos de demência. Nos cuidados paliativos a musicoterapia também tem um papel fundamental. Também humaniza o processo de fim da vida.

PARA QUEM?

É muito amplo o grupo de pessoas que podem usufruir dos benefícios da musicoterapia sendo que ela vem se destacando muito no tratamento de:
Deficiências de desenvolvimento e aprendizagem Mal de Alzheimer e outras condições relacionadas com o envelhecimento Doenças cardiopulmonares Câncer Autismo Problemas de abuso de substâncias Lesões cerebrais e deficiências físicas Dor aguda e crônica Pré e pós-natal Pré e pós assistência cirúrgica Cuidados paliativos

BENEFíCIOS DA MUSICOTERAPIA

A musicoterapia proporciona melhor qualidade de vida, reduz o estresse emocional, ajuda no alívio de dores crônicas, ajuda a melhorar a comunicação e expressão do indivíduo, é capaz de aumentar a produção da endorfina e auxiliar em demandas como depressão e ansiedade, estimula a marcha em pacientes em reabilitação motora, trabalha a consciência corporal do paciente, contribui no processo de socialização de pessoas vulneráveis, entre outros muitos benefícios já publicados em relação a musicoterapia nas mais diversas áreas.

Voltar
Avançar
Slider

Acesse nosso Blog e veja conteúdos indicados ou publicados por nossos associados.

A música é muito mais do que uma diversão ou relaxamento. A música é usada para aliviar a dor, combater problemas psicológicos, promove a reabilitação física e também acalma a alma dentre tantos outros benefícios.

#1minutopelamusicoterapia

Em favor do Projeto de Lei (PL 6379/2019) que dispõe sobre a regulamentação da atividade profissional de musicoterapeuta. Em tramitação ordinária na Câmara dos Deputados.